IBOVESPA 107.398,97 −6.278,28 (5,52%)

Saúde

Em Belém, quase 15 mil adolescentes tomam a 1ª dose da vacina anticovid neste sábado, 25

O frescor da juventude e da consciência coletiva tomou conta dos pontos de vacinação contra a Covid-19 neste sábado

Ana Letícia, 17 anos, se sente privilegiada em poder tomar a vacina e se proteger contra o coronavírusCom a primeira chamada para adolescentes nascidos nos anos de 2003 e 2004, foi grande a procura de jovens em busca da vacina. Segundo balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), até às 18h30 deste sábado, 14,9 mil adolescentes haviam sido vacinados.

Um desses jovens é a estudante Fernanda Beatriz Cabral, 17 anos, que cursa o terceiro ano do ensino médio. “Estava super ansiosa. Não via a hora de chegar a minha vez. Me vacinei e hoje meu desejo é que todos consigam a vacina, as duas doses e, se for necessário, a terceira dose, para que possamos voltar à vida normal”, disse.

A estudante lembrou a importância da vacinação de adolescentes, sobretudo, no contexto de volta às aulas presenciais na rede pública de ensino. “Nós, jovens, menores de idade, somos a maioria nas salas de aula. Devemos reforçar cada vez mais a importância da vacinação desses grupos e também a informação. Precisamos levar informação para esses grupos para que todos se vacinem”, defendeu a estudante, que foi tomar a vacina no ponto localizado na Casa de Plácio, em Nazaré.

Tranquilidade – Para o estudante Enzo Vargas, 16 anos, a vida finalmente está voltando ao normal em Belém, para todas as idades, graças à campanha de vacinação. “Tomar a vacina é um momento muito esperado e necessário”, definiu. “É bom poder, finalmente, se sentir tranquilo ao sair de casa, mais prevenido”, continuou ele, que procurou o ponto de vacinação do Cassazum, no bairro do Marco.

Também no Cassazum, a estudante Ana Letícia, 17 anos, era só sorrisos – mesmo debaixo da máscara – na hora da aplicação da vacina. “Esse momento é maravilhoso, único e muito marcante na minha vida. É um privilégio poder tomar a vacina e ficar protegida contra esse vírus. Estou muito feliz mesmo”, afirmou.

No ponto de vacinação do Shopping Bosque Grão-Pará, no bairro Mangueirão – outro local de grande procura pela vacina –, o também estudante Thiago Ribeiro, 16 anos, agradeceu aos profissionais da saúde pela oportunidade de ser vacinado. Para ele, o sentimento de tomar a primeira dose é de alívio. “Ficamos mais seguros com essa vacina, e essa proteção vai ser completa quando vier a segunda dose”, lembrou.

___________

Agência Belém