IBOVESPA 107.398,97 −6.278,28 (5,52%)

Segurança Pública

Operação 'Ponta Negra' combate roubo e comércio ilegal de combustível em Muaná

Duas embarcações e 15 agentes de segurança atuaram para prender os responsáveis pelo roubo de 25 mil litros de óleo

Embarcação localizada com quase 5 mil litros de gasolina, 5 mil de diesel e 100 botijões de gásApreensões, autuações e prisões são resultados da Operação “Ponta Negra”, destinada ao combate a roubo e comércio ilegal de combustível na região de Muaná, município do Arquipélago do Marajó. A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em parceria com outros órgãos da área, deflagrou a operação no último dia 16.

Com emprego de duas embarcações e 15 agentes de segurança, a “Ponta Negra” contou com participação de servidores do Grupamento Fluvial de Segurança Pública (GFlu), vinculado à Segup; da Companhia Independente de Polícia Fluvial (Cipflu), da Polícia Militar; Delegacia de Polícia Fluvial; Superintendência de Breves e Soure, e da Delegacia de Muaná.

Deflagrada com o objetivo de prender os responsáveis pelo roubo de 25 mil litros de óleo em frente à região de Ponta Negra, no município de Muaná, a operação encontrou já no dia 16, no Rio Abacatal, uma balsa carregada com aproximadamente 7 mil litros de combustível sem nota fiscal.

Vasilhames com combustível ilegal encontrados durante a operaçãoArmas e munição - Durante as buscas à embarcação foram encontradas uma arma de fogo calibre 12 com oito cartuchos intactos e um revólver com duas munições calibre 38 intactas. O dono da residência foi preso em flagrante. Também no dia 16, às proximidades da região Jararaca, as equipes encontraram uma embarcação, composta por balsa e um marco de metal, encostada em um posto flutuante.

Na embarcação foram encontrados quase 5 mil litros de gasolina, 5 mil de diesel e 100 botijões de gás. Toda a carga estava sem documentação comprobatória de origem. O responsável pelo transporte foi preso em flagrante. 

No sábado (17), os policiais encontraram duas embarcações em situação irregular. A primeira transportava cerca de 10 mil litros de gasolina em dois tanques; 8 mil litros de etanol e 150 litros de óleo lubrificante. Na segunda havia oito pipas vazias, mas com sinais de utilização. Em uma residência também foram achados carotes cheios de diesel, aproximadamente 550 litros. Os responsáveis foram autuados em flagrante.

Para o titular do GFlu, delegado Arthur Braga, a ação foi concluída com êxito em razão da integração das forças de segurança e da produtividade. “As equipes locais tiveram o suporte de policiais especializados no ambiente fluvial e suporte logístico de embarcações. Isto possibilitou otimizar as informações colhidas pelos agentes que estão apurando o crime, e aumentou a possibilidade de diligências no local onde houve o roubo e nos municípios adjacentes, para onde são levados os objetos subtraídos”, informou.

___

Ag. Pará