IBOVESPA 107.398,97 −6.278,28 (5,52%)

Saúde

Belém começa a vacinar crianças de 3 a 5 anos contra covid a partir de segunda-feira, 18

A partir de segunda-feira, 18, crianças de 3 a 5 anos começam a ser vacinadas com a vacina Coronavac, seguindo a liberação feita pelo Ministério da Saúde.

A vacinação contra covid-19, gripe e sarampo prossegue normalmente nesta semana em Belém. A partir de segunda-feira, 18, crianças de 3 a 5 anos começam a ser vacinadas com a vacina Coronavac, seguindo a liberação feita pelo Ministério da Saúde na última sexta-feira, 15. Na última quarta, 13, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou O uso emergencial do imunizante.

A vacinação segue disponível em 57 locais, de segunda, 18, a sexta-feira, 22, sendo 52 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e três hospitais (Naval, da Aeronáutica e do Exército), no horário das 8h às 17h; e dois shopping centers (Pátio Belém e Parque), no horário das 9h às 19h. Nos fins de semana de julho, o serviço é suspenso.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), mais de 30 mil crianças na faixa etária de 3 a 5 anos devem ser vacinadas com a primeira dose contra a covid na capital. O município dispõe de doses suficientes para atender a demanda. A Sesma lembra que, para essa faixa etária, a vacina está disponível apenas nas UBS.

Proteção - “A ampliação da vacinação para este público infantil é muito importante. É um avanço científico e uma garantia de que as crianças estejam protegidas contra as formas graves da doença”, diz o diretor de Vigilância à Saúde da Sesma, Adriano Furtado.

A Sesma informa ainda que o município dispõe das vacinas Coronavac, Janssen, Pfizer e Astrazeneca. Esta última é destinada a maiores de 18 anos – exceto gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz recentemente) – e para aplicação da segunda dose e doses de reforço.

Quem pode ser vacinado

Covid-19 – Podem se vacinar todos aqueles (crianças, jovens, adultos e idosos) que ainda não receberam a primeira ou a segunda dose, bem como as pessoas acima de 18 anos, que foram vacinadas com a segunda dose até janeiro deste ano e que ainda não receberam a terceira dose. A dose de reforço (terceira ou a quarta dose) deve ser feita com intervalo de quatro meses da dose anterior.

A quarta dose está disponível para todos os imunocomprometidos, a partir de 12 anos de idade, com apresentação de uma cópia do laudo, atestado ou outro documento que comprove alto grau de imunossupressão.

Além dos imunocomprometidos, também podem receber as doses de reforço as pessoas com 40 anos ou mais, os trabalhadores de saúde, as gestantes e as puérperas e trabalhadores da educação do ensino básico e superior (professores, especialistas e funcionários das unidades de ensino).

Trabalhadores das Forças Armadas, forças de segurança e salvamento (policiais federais, civis, militares e rodoviários, bombeiros militares e civis e guardas municipais, com 18 anos ou mais) que receberam as três doses há quatro meses ou mais, também estão aptos a receber a quarta dose.

Influenza – Desde o último dia 26 de junho, a vacina contra a gripe está disponível para todas as pessoas, a partir dos seis meses de vida. A Sesma ampliou o público para avançar ainda mais na cobertura vacinal.

Quem faz parte do público-alvo da campanha e ainda não se imunizou também deve se vacinar. Os grupos são crianças de seis meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde e da educação (das redes pública e privada), gestantes, puérperas, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e pessoas com deficiência, além de indígenas e idosos.

Também são grupos prioritários para vacinação contra Influenza os caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, Forças Armadas, funcionários do sistema penal, população privada de liberdade e ainda adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa.

Sarampo - Contra o sarampo devem ser vacinadas todas as crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade e trabalhadores de saúde.

Documentos - Para se vacinar é necessário apresentar RG, CPF, comprovante de residência e o cartão de vacinação de Belém. Os imunocomprometidos, pessoas com deficiência e doenças crônicas precisam apresentar laudo ou receita médica, que comprove a condição.

Já os trabalhadores da saúde e demais trabalhadores que estão aptos a vacinar precisam apresentar carteira profissional, crachá ou outro documento comprobatório do exercício da atividade.

Veja onde se vacinar (de segunda, 18, a sexta-feira, 22 de julho):

8h às 17h
Rede municipal (UBSs)
Hospital Naval de Belém (Rua do Arsenal, 200, Cidade Velha)
Hospital de Aeronáutica (Avenida Almirante Barroso, 3.492, Sousa)
Hospital do Exército (Travessa Marquês de Pombal, 850, Umarizal)
9h às 19h
Shopping Pátio Belém (Travessa Padre Eutíquio, 1.078, Batista Campos)
Parque Shopping (Avenida Augusto Montenegro, 4.300, Parque Verde)

_________________

Luiz Carlos Santos | Ag. Belém