IBOVESPA 107.398,97 −6.278,28 (5,52%)

Segurança Pública

Seap inicia implantação de procedimentos no Centro de Recuperação Anastácio das Neves

Medidas adotadas fazem parte do plano estadual de padronização das 48 unidades prisionais paraenses

A implantação de procedimento vai ocorrer na unidade por 60 diasA Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) iniciou, na manhã desta quarta-feira (10), a implantação de procedimentos e protocolos de segurança no Centro de Recuperação Coronel Anastácio das Neves (CRCAN), localizado no Distrito de Icoaraci, em Belém. A chegada dos procedimentos na unidade faz parte do plano estadual de padronização das 48 unidades prisionais paraenses. O objetivo é intensificar a disciplina e padronizar os procedimentos penitenciários na casa penal.

A ação na casa penal, que possui atualmente 111 internos, foi realizada por 40 policiais penais concursados, coordenados pela Diretoria de Administração Penitenciária (DAP).

A implantação de procedimento vai ocorrer na unidade - que custodia servidores estaduais - por 60 dias. Inicialmente, foi feita higienização, com a retirada de entulhos e limpeza e lavagem das celas. Houve ainda uma revista geral, na qual foram apreendidos dois aparelhos celulares e uma serra.

Para Geraldo Gomes, diretor interventor, padronizar a unidade significa melhorar as condições no cárcere. “A gente espera que os protocolos e os procedimentos se cumpram, assim como nas outras casas penais, tirando o excesso de materiais que existem nas celas, materiais ilícitos, bem como valores em espécie e os objetos pessoais como cordão, relógio, pulseira”, pontuou o diretor. Nesse processo, a unidade também passará por reforma e pintura.

Ringo Alex Frias, diretor de Administração Penitenciária, destaca que a unidade recebe o processo de retomada de controle e implantação de novos procedimentos estabelecidos pela Seap. “Iniciamos uma revista nas celas, fazendo a higienização e retirada dos materiais não permitidos e a implantação de uniformes. No decorrer do processo, eles receberão toda a assistência médica de triagem biopsicossocial e jurídica. Isso faz parte do protocolo, onde todos têm o mesmo direito, deveres e acesso a serviços”, afirmou o diretor.

Também participaram da implantação a diretora de Logística, Patrimônio e Infraestrutura, Kamila Costa; o corregedor da Seap, Bruno Pinheiro; o comandante do Cope, Cel. Vicente Neto e o secretário de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos que pôde conversar com a equipe interventora e acompanhar o andamento das ações.