IBOVESPA 107.398,97 −6.278,28 (5,52%)

Saúde

No último dia da campanha de vacinação contra covid-19 a movimentação foi intensa

A partir da próxima terça, 16, a Prefeitura de Belém continua com a vacinação nas 50 Unidades de Saúde

“Aquele que se compromete com um trabalho, ou assume a responsabilidade de uma tarefa, sem ter a obrigação de o fazer”. Este é o significado da palavra ‘voluntário’ no dicionário on-line de Português, que se traduziu em ação na Campanha de Vacinação na capital paraense, que encerra nesta sexta-feira, 12, nos 25 pontos distribuídos nos bairros e distritos da cidade.  

“É muito gratificante! A gente trabalhou oito meses sendo voluntário e hoje me emociono porque eu ajudei nesses oito meses. A minha irmã foi vítima da covid, em maio deste ano, e quando eu perdi a minha irmã me deu mais vontade de vir ajudar o próximo para evitar ser vítima desse vírus”, emocionada, contou a técnica de enfermagem e voluntária no posto do Mangueirinho, Alcilene Almeida.

Ela faz parte das mais 5 mil pessoas envolvidas na campanha de vacinação, sendo mil voluntários. “Hoje é o encerramento e me sinto vitoriosa, falando pelos meus amigos também. A gente nunca desistiu de vir como voluntário e me sinto muito honrada de encerrar aqui com sucesso”, em lágrimas, disse Alcilene. 

Neste último dia da campanha de vacinação contra a covid-19,  mais de 20 mil idosos nascidos 1960 e 1961 eram esperados para receber a dose de reforço (terceira dose) nesta sexta, 12.

Desde o início desta semana, de 8 a 12, a Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), intensificou a campanha de imunização para os idosos nascidos em 1952 e 1953 (segunda, 8), em 1954 e 1955 (na terça, 9), em 1956 e 1957 (quarta, 10) e 1958  e 1959 (quinta, 11). 

O vice-prefeito de Belém, Edilson Moura, acompanhado do secretário municipal de Saúde (Sesma), Maurício Bezerra, e do diretor do departamento de Vigilância em Saúde de Belém, Cláudio Salgado, esteve no posto de vacinação do Mangueirinho, na avenida Augusto Montenegro, onde conversou com os idosos imunizados e os voluntários na campanha. 

“Quero agradecer a todas as pessoas que foram voluntárias nesta campanha de vacinação. Foram meses intensos de imunização, todos os dias uma grande quantidade de pessoas sendo atendidas e a gente nunca pode deixar de agradecer”, retribuiu o vice-prefeito de Belém. 

Moura informou, também, que não vão ser só as Unidades de Saúde que vão receber as pessoas que ainda terão que se vacinar, pois, provavelmente, as Universidades, também, manterão os seus postos.

Imunização e uso da máscara continuam

A partir da próxima terça, 16, a Prefeitura de Belém, por meio da Sesma, continua com a vacinação nas 50 Unidades de Saúde, como explica o titular da Sesma, Maurício Bezerra. 

"Hoje é o último dia de vacinação neste formato convocando a população por faixa etária. Mas, a partir do dia 16 de novembro,  continuaremos vacinando todo mundo que precisa tomar a primeira, segunda e terceira dose. Mas essa vacinação vai ser em 50 unidades de saúde do município. Além de alguns locais voluntariados, como shoppings e faculdades. Ainda conversamos com outros segmentos que estão se propondo a manter a campanha de vacinação”, informa Bezerra.

Terceira dose para todas as faixas etárias

“Todo mundo vai precisar tomar a terceira dose. Hoje estamos vacinando a população com 60 e 61 anos, mas, quando chegar a seis meses após a segunda dose, a pessoa vai precisar procurar o posto de vacinação para tomar a terceira dose”, explica o secretário de Saúde de Belém. 

Por isso, “é preciso que todo mundo esteja controlando a sua data de vacinação da segunda dose para tomar a terceira. Isto não vai ter limitação de faixa etária todo mundo vai poder tomar, todo mundo vai precisar tomar”. 

O titular da Sesma informou, ainda, que os próximos a tomarem a dose de reforço são as pessoas de 51 a 59 anos, pois, eles serão  os primeiros a completar seis meses após a segunda dose e, assim, sucessivamente. 

O aposentado José Carlos Vale dos Santos, 60, que reside no conjunto Maguari, chegou cedo para se vacinar e garantiu a dose de reforço. 

"Momento de muita expectativa para a terceira dose. Eu gostaria de elogiar a dinâmica e rapidez do atendimento aqui. Cheguei e fiquei um pouco assustado com tanta gente e achava que ia demorar muito, mas, foi muito rápido e saí satisfeito com a minha terceira dose. O governo municipal está de parabéns", elogiou.   

Já o aposentado Silvino Cândido Abreu, 61, morador do bairro da Cabanagem mostrou com orgulho a carteira de vacinação onde estava registrada a dose de reforço. “Temos que nos vacinar, porque é proteção pra todos nós. Mesmo com a vacina, continuo usando minha máscara não tiro". 

A aposentada Waldeci Guedes, 60, moradora do bairro do Sideral, chegou cedo ao Mangueirinho para se imunizar. "Tava ansiosa! Perdi a chamada para idade e hoje eu me vacinei. Tô bem feliz. Mesmo imunizada, é preciso manter o uso da máscara e do álcool”, ponderou a aposentada.

__________

Agência Belém